.

.

quarta-feira, fevereiro 15

O Discurso de Eliminação

"A Justiça tarda e é falha. Mas não se iludam, aventureiros! Um a um, cada um de vocês estará nesse mesmo lugar. Onde hoje está João, onde hoje está Jonas. O Patíbulo, o cadafalso, a forca... O fim. Um por um será executado, até que não sobre nem um grão de areia. Nem uma semente. Um: apenas um subirá ao paraíso.
Há uma história, uma fábula hindu, uma parábola que se aplica bem à visão que vocês têm do jogo. E também serve para qualquer um que se pensa capaz de explicar a vida. Um elefante, muito grande e muito cinza, estava comendo tranquilamente num belo jardim... parou para suspirar. O bramido do elefante chamou a atenção de três homens cegos que passavam por ali.
"O que foi isso?", perguntou o primeiro homem.
O segundo homem respondeu, com segurança: "Um elefante!”
“E o que é um elefante?”, perguntou o terceiro homem.
“Devemos investigar!”, disse o primeiro homem, e se aproximou do elefante, por trás. Pegou a cauda do elefante e a examinou:
“Já sei! Um elefante é  fino e comprido como uma corda!”.
Então o segundo homem cego chegou perto da cabeça do elefante e acariciou a sua grande orelha.
“Não senhor! Um elefante não se parece com um corda. É grande e liso como um tapete!”
Finalmente, o terceiro homem tocou a pata do elefante e tentou abraçá-la e medí-la com os braços:
“Vocês dois estão equivocados! Um elefante não se parece com uma corda ou um tapete. Um elefante é como uma grande coluna!”
“Não, é como uma grande corda!”
“Um elefante é como um tapete!”
“É como uma coluna!”
Uma corda! um tapete! uma coluna!
Enquanto isso, o elefante, muito grande e muito cinza, continuou a comer as folhas de uma árvore, indiferente à conclusão a que os três nunca chegariam...
Vem, vem conhecer o elefante antes dos outros, João Mauricio".
Eu devo ter um retardo mental pra tentar interpretar os discursos de Bial, os quais a ambiguidade é marca registrada, mas vamos lá!
Será o elefante a verdade, não que ela seja absoluta, mas é a verdade que o público adota aqui fora para o julgamento e as eliminações? Será o Rafa? Será o Jogo BBB?
Não, não, me recuso a acreditar que ele seria tão tendencioso assim a se referir a um participante só. Desde quando Rafa virou o nome do jogo? Ele pode ser manipulador o quanto quiser, mas o jogo nem de longe se molda pelas jogadas dele. Ele escapa, desliza por entre os obstáculos como uma cobra rastejante e habilidosa, mas pra ser visto como o articulador mor da edição? achobrabo!
E os cegos? são certamente os participantes do programa, mas será que se amplia a todos ou Bial foi tendencioso( o que duvido) e se referiu a um grupo específico( Jonas, Fael e João Maurício)?
Segundo a história, os bobocas(cegos) ficaram discutindo quem era o elefante, cada um com o ponto de vista da sua fatia da pizza, e esqueceram de analisar as impressões como um todo.

E tá lá o Rafa, o suposto elefante, que mostrou uma faceta para cada um e continua comendo a graminha normalmente, sem correr risco de ir para o paredão( pelo menos nessa semana)

O bom disso tudo é que cada um entende o que quiser e o que as vivências lhe permitem. O chapéu serve para cada um de uma forma. O interessante dessa parábola, é que a metáfora se encaixa em cada um na sua maneira de separar o real do imaginário.De qualquer forma, ele fala da incapacidade de cada um ver o todo com certeza absoluta e mesmo assim julga-se o dono da verdade.
Vai vendo: o Bial me deu um nó tão grande que já estou tendo alucinações. A parábola  Hindu verdadeira, refere-se a 7 cegos, então porque ele só falou de três? Tô subestimando o Bial ou superestimando?tico e teco pediram férias!
Se são 3, se são 7, se são 50, não importa!! O resultado é o mesmo. Basta saber se os inteligentíssimos BBBs irão se dar conta disso.
Queria muito pedir Boninho tecla SAP nos discursos do Bial! Meus neurônios agradecem!

Na fiasqueira da audiência de 20 pontos, contrastante com 59 pontos no bbb1 esperar que Bial diga o número de votos é um sonho que certamente não irá mais se realizar. Tenho quase certeza que o 13 não irá vingar...
No ápice da edição, chegou então a hora do fazendeiro prolixo dos olhos azuis enxergar o elefante cinza daqui de fora. Parabéns  ao JM pela conduta ilibada no programa. ( detalhe,estou tentando não ser hipercrítica e analisar com o fígado, então, dentro da conduta ética, o comportamento dele no jogo foi exemplar).

Ainda, pós resultado do Paredão, Yuri decidiu que irá vetar Jonas na prova do líder de quinta - feira. 

Não podemos perder o evento de hoje: tem festa com a participação da Claudia Leitte!

E falando sobre os rumos do jogo daqui pra frente?? Só Deusbones sabe...nem me meto em tentar adivinhar.

Bom dia, Refu.